Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Devaneio do dia

"Para me refazer e te refazer volto ao meu estado de jardim e sombra,fresca realidade,mal existo e se existo e com delicado cuidado. Em redor da sombra faz calor de suor abundante. Estou viva. Mas sinto que ainda não alcancei os meus limites , fronteiras com o quê?sem fronteiras, a aventura da liberdade perigosa. Mas arrisco, vivo arriscando. Estou cheia de acácias balançando amarelas,e eu que mal e mal comecei a minha jornada, começo-a com um senso de tragédia,adivinhando para que oceano perdido vão os meus passos de vida. E doidamente me apodero dos desvãos de mim, meus desvairos me sufocam de tanta beleza. Eu sou antes, eu sou quase, eu sou nunca. E tudo isso ganhei ao deixar de te amar."

Clarice Lispector em Água Viva

4 comentários:

  1. Olá!Boa noite,tudo bem?
    Fiquei feliz em conhecer teus devaneios,muito prazer.Obrigada pela visita e palavras gentis.Beijo.
    Tonha.

    ResponderExcluir
  2. Ah, que lindo!
    E bem tocante é esse seu poema.

    Obrigada pela visita.
    bjos!

    ResponderExcluir
  3. Que belo espaço!
    Vamos caminhar um pouco
    e depois comentar, esta bem?
    Será uma delícia te-lo
    la no nosso canto.
    Bjins

    ResponderExcluir